19/07/2017

Café com livros

 
 
 
 
 
No dia 24 de Junho, p.p., teve lugar na Sala Polivalente do m|i|mo - museu da imagem em movimento mais uma tertúlia de "Café com livros", tendo como convidado o professor João Reis, que nos veio falar do "Plano Nacional de Cinema" e de "O Cinema na Escola".
 
 

 
 
 
Cristina Delgado fez a apresentação do convidado:
João Reis nasceu em S. Pedro do Sul, em 1967. Licenciado em História pela Faculdade de Letras da Universidade do Porto (Variante de História da Arte - Ramo Científico) e tem uma Pós-graduação em Gestão de Bibliotecas Escolares. É professor de História e Geografia de Portugal e Professor Bibliotecário no Agrupamento de Escolas de Argoncilhe, Santa Maria da Feira.
 
 


Tem desenvolvido múltiplas atividades a nível escolar, na coordenação de projetos de âmbito vário. A nível da comunidade colabora com rádios locais e jornais, tendo sido diretor do jornal regional "Notícias de Lafões". No "Gazeta da Beira" colaborou com trabalhos de desenho e cartoons. A sua atividade alarga-se ainda à publicidade e ao marketing.
Realizou médias metragens, no âmbito do Clube de Cinema (EB dos 2º e 3º Ciclos de Pataias): "A Passagem do Tempo" (2007), "A Flor da Idade" (2009) e "Álbum de Recordações" (2010). Em vídeo realizou vários trabalhos, entre os quais "Os Cuidadores" (2015), para a Divisão Social da Câmara Municipal de Santa Maria da Feira.
Em 2015 realiza  "As Fogaceiras - uma tradição popular", disponível em https://www.youtube.com/watchv=FpcCxPWwvXY&t=1800s
 
 
 
 Antes de ser dada a palavra ao convidado, Diogo Barbosa dedicou-lhe um momento musical.
Como de cinema na Escola tratasse a intervenção de João Reis, vamos servir-nos de algumas imagens que foram sendo projetadas no ecrã, para dar uma ideia da temática abordada.
  
 
 
 
 
  
 Como exemplo de um filme de animação realizado por alunos, com figurantes e cenários recortados e pintados em corticite, foram projetadas duas interessantes imagens de tal técnica. Argoncilhe é uma freguesia do concelho de Santa Maria da Feira, concelho bem conhecido pela sua indústria de transformação da cortiça.
 
 
 
Foi muito proveitosa esta tertúlia, principalmente para professores, a qual terminou, como já é tradição, com café e bolos, mas desta vez com a grata surpresa da oferta de copinhos com belas cerejas da Gardunha, o que muito ajudou à boa disposição dos grupos abaixo!
 



        

 
Voltamos a encontrar-nos no mês Setembro, em local a anunciar.
Até lá não recusem
                                            um café quente  
                                                         um livro fresco
                                                                           uma ideia nova
 
 
Texto de  Augusto Mota
Fotos de Laura Rosário, Lídia Raquel e Augusto Mota
Edição de Augusto Mota


 

Sem comentários: